do It. sbozzo s. m., delineação inicial de uma pintura, escultura ou desenho; bosquejo; fig., resumo; sinopse.

29.4.07

Na crueza aflita de um choro arranca a espantosa viagem. “E quanto mais forte melhor. É saúde!” Um grito imenso de ar. Um berro pleno de vida. O sorriso vincado no cansaço do rosto a verdade. O orgulho no abraço no beijo a emoção. E o sorriso… dir-se-ia ali cravado para sempre… A viagem ainda que curta é já inevitável. Tão curta… Tão inevitável… O quente do regaço o conforto e um mar de paz. O primeiro ver já na bonança de emoções a magia a luz. E as cores tantas a par dos sons. Ouve-te. Escuta o mundo em ti. Que darias para lembrar? A avalanche inevitável de emoções a genuína estupefacção…. O mágico sopro da vida. E ainda que o não peças ou queiras ainda antes de o pensares cresces no tempo em tamanho em saber. Cresce o volume as vontades as memórias as que perduram as que se perdem… as que não se queriam perder. Cresce a saudade cresce o mundo encolhe o tempo. Encolhe a distância ao destino. Mas não hoje. Hoje és plena em ti. Espanta-te até que te consuma o cansaço e dorme então… dorme depressa. O tempo urge. A vida urge…

3 comentários:

Tesha disse...

É tão bom ter-te de volta...

Beijo

Bem-haja!

Sandra disse...

Vi seu likn, participação na coletiva e vim de malas prontas..
A vida é uma verdadeira Viagem.
Viajar é tudo bom. Bela participação. Estamos ai contigo.
http://sandrarandrade7.blogspot.com/
Vou te esperar na Interação para compartilharmos dessa bela viagem..
Até mais,
Sandra

Sandra disse...

corrigindo link...

riscos